Saúde do Períneo

Atingir o ápice do prazer pode ser mais fácil se o períneo estiver saudável. Isso porque ele aumenta as contrações da vagina que acontecem durante o orgasmo, as deixa mais intensas, garantindo o prazer. Essa região  é rica em vasos sanguíneos e, por isso, se torna altamente sensível. Ela incha com a excitação, aumenta a irrigação e a sensibilidade e o ponto pode se transformar em uma zona erógena para homens e mulheres.

Benefícios para a saúde do casal

Além do melhor desempenho na hora do sexo, os exercícios de períneo trazem benefícios para a saúde urológica do casal.

— O fortalecimento desse músculo evita ou até mesmo pode tratar problemas como queda de bexiga e incontinência urinária

Nas mulheres, o assoalho pélvico é ainda mais frágil. Principalmente após o parto, ele pode ficar flácido, o que interfere na qualidade da vida sexual. A flacidez, entretanto, também está relacionada a problemas de saúde. O ideal é que elas comecem a trabalhar o períneo logo no início da vida sexual.

— No caso das mulheres, a prática pode prevenir o vaginismo (tensão exagerada da musculatura da vagina, que pode até impedir o sexo) e a vulvodínia (ardência crônica na vulva).

É a MAP (Musculatura do Assoalho Pélvico) que dá a sensação de pressão intravaginal sentida, tanto pela mulher quanto pelo parceiro, durante o ato sexual.  Exercitar a MAP reduz a flacidez do envelhecimento e do pós-parto. Conhecer como contrair e relaxar corretamente a MAP pode minimizar ou até evitar problemas como dor e sangramento na primeira relação sexual da mulher.

O treino da MAP melhora a contração voluntária (por vontade própria) da MAP, que por sua vez incrementa a força e a coordenação motora desta musculatura. O resultado é uma melhoraria interessante do desempenho sexual da mulher: dominando esta contração, a mulher pode usá-la de diferentes formas durante a relação. Os resultados são muito satisfatórios, desde que o treino seja apropriado.

É importantes procurar um profissional qualificado antes de começar a praticar os exercícios ou para uma avaliação do períneo. 

Mônica Lima

Psicóloga

 

Deixe uma resposta

<