Perdas Amorosas

Relacionamentos amorosos podem terminar e se isso acontece e um dos parceiros ainda está envolvido afetivamente a dor pela perda é grande. As pessoas investem nos relacionamentos seja materialmente ou afetivamente, e mesmo que o namoro ou casamento não esteja a mil maravilhas a realidade trazida pela separação machuca, principalmente se ainda resta o sentimento de amor de um dos envolvidos.

É muito bom que tenhamos em mente que às vezes o fim do romance é necessário para que ambos se libertem de algo que não está trazendo a felicidade recíproca. Sabemos que um relacionamento não acaba repentinamente, trata-se de um longo processo em que ambos tem participação e na maioria das vezes não há uma objetividade na culpa que possa ser imputada a um dos parceiros amorosos.

O processo de separação torna seus parceiros vulneráveis e confusos, o sentimento de culpa advindo do fim do relacionamento amoroso os torna menos confiantes, o que antes parecia um porto seguro agora se resume a nada mais do que lembranças e muitas vezes mágoas. Resolvidos os problemas de ordem prática vai restar a dor da separação a adaptação que pode não ser muito fácil, o que vai depender do tempo e do envolvimento de cada um no relacionamento amoroso.

Em geral as separações de namorados, que não envolvem maiores compromissos além dos sentimentais são mais simples do que a daqueles casamentos de muitos anos. A perda amorosa devido morte também é muito cruel, não sabemos lidar nem com a vida, imagina com a morte. O importante é virar o jogo e lembrar que a vida precisa seguir o fluxo.
Mônica Lima

Psicóloga e Diretora de Relacionamentos da ABRASEX

CRP: 09/6660

Deixe uma resposta

<